Egressos do Curso de BCI

Relação dos alunos egressos e Trabalhos de Conclusão de Curso apresentados, por turma de ingresso

Clique na turma e confira os nomes dos discentes formados pelo curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação (BCI) e seus respectivos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC).

Faça o download da Relação completa de discentes (PDF)  (turmas de 1994 a 2016) ou da Relação completa de TCC (PDF em breve).

Turma 2016

Angélica Walczak de Barros Fonseca

  • Rogério Aparecido Sá Ramalho (Orientador)
  • Avaliação de qualidade de softwares de gestão de tesauros compatíveis com o padrão SKOS
  • As novas Tecnologias de Informação e Comunicação revolucionaram não somente a forma de interação entre os usuários, como também eram vazão a novas necessidades informacionais e uma maior demanda por melhores mecanismos de busca e disseminação da informação. Com isso, a Web Semântica surge como uma proposta ambiciosa, dispondo de diversas ferramentas que auxiliam na implementação de redes e sistemas semanticamente inteligentes, mostrando-se um forte aliado da Ciência da Informação. O modelo SKOS surge então, entre as indicações para a implementação de softwares de gestão de Sistemas de Organização do Conhecimento. Realizamos um estudo de qualidade de três softwares de gestão de vocabulários compatíveis com SKOS, tendo como base a Norma Brasileira ISO-9126, através de critérios definidos sob as seis características da Qualidade de Software previstas na norma. Através da avaliação de ambos os três softwares - Thesa, Tematres e Skosmos – foi possível concluir que todos são capazes de atender à sua funcionalidade em comum, a gestão de vocabulários controlados e a compatibilidade com o modelo SKOS, porém todos mostraram-se mais adequados cada qual a um público e contexto distintos.

Dayane Onaga Ferreira Machado

  • Ana Carolina Simionato Arakaki (Orientadora)
  • O Schema.org nos Catálogos Online de Acesso Público (OPACs)
  • A sociedade contemporânea possui como forte característica o uso intensivo das Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs). O rápido e constante avanço das TICs trouxe novos desafios e oportunidades para as bibliotecas, como mediadoras da informação. O Catálogo Online de Acesso Público (OPAC) é o instrumento biblioteconômico responsável por agilizar os processos de busca, recuperação e acesso ao conteúdo de um acervo. Contudo, a popularização da Web proporcionou uma gama de ferramentas cada vez mais interativas e intuitivas para localização de itens informacionais, resultando em usuários cada vez mais exigentes em relação aos ambientes virtuais. Nesse contexto, o objetivo dessa pesquisa consistiu em verificar a possibilidade de utilização do padrão de metadados Schema.org para representação de registros bibliográficos nos OPACs, a fim de proporcionar melhores experiências de busca e, consequentemente, aumentar a visibilidade das bibliotecas. A partir de uma metodologia de caráter qualitativo, foi realizado um levantamento bibliográfico como método para contextualização acerca do desenvolvimento epistemológico dos catálogos, bem como sobre a iniciativa Schema.org em relação à otimização dos processos de representação  e recuperação da informação. Constatou-se que o Schema.org fornece instruções claras e acessíveis para reestruturação de registros bibliográficos para diferentes tipologias documentais. Além disso, o Schema.org está sendo constantemente aprimorado para satisfazer as necessidades de representação dos conteúdos de plataformas de diferentes naturezas, inclusive no âmbito das bibliotecas, apresentando aplicações práticas e resultados positivos para representação de registros bibliográficos.

Felipe Gonçalves de Oliveira

  • Ana Carolina Simionato Arakaki (Orientadora)
  • Privacidade dos dados pessoais na era digital
  • Com o surgimento da internet, serviços e dispositivos tecnológicos como smartphones, tablets e notebooks começaram a surgir para facilitar a vida cotidiana das pessoas, aplicativos como Whatsapp e Messenger facilitaram a comunicação entre pessoas, as redes sociais e os sites de busca se tornaram meios de consulta para empresas sobre os usuários, pois por meio dessas plataformas é possível obter dados a respeito da população, podendo assim criar segmentações e gerar serviços, produtos e propagandas para proporcionar uma melhor experiência para os cidadãos, tornando tudo conectado, prático e rápido. Entretanto, quanto mais conectados e quanto mais dados geramos, mais expostos a ataques e a roubo de dados ficamos, sendo assim, se faz necessário a existência de uma lei que norteia as empresas prestadoras de serviços tecnológicos a agirem de maneira transparente e clara para seus usuários no que se refere a coleta, uso, manipulação, compartilhamento e exclusão de seus dados pessoais. A partir desse contexto, o estudo buscou analisar parcialmente a Lei Europeia e a Lei Brasileira de proteção de dados, no que rege a privacidade dos dados pessoais.

Hellen Hiroko Haga

  • Rogério Aparecido Sá Ramalho (Orientador)
  • Perspectivas e desafios para o profissional da informação na era do big data
  • A sem precedente geração desenfreada de dados no mundo proporcionada pelo desenvolvimento tecnológico do início do século XXI foi cunhada de big data, termo que se refere à quantidade, velocidade e diversidade de dados além da capacidade de processamento dos computadores atuais. Tal fenômeno afeta a sociedade e a maneira como as pessoas se relacionam, trabalham, consomem e vivem. Esse trabalho buscou compreender a relevância do papel dos profissionais da informação no contexto presente através de publicações da área de ciência da informação. Foram analisados periódicos nacionais e internacionais e contatou- se que, tanto a literatura internacional da área como as publicações sobre o assunto no Brasil já são expressivas em termos de número; e que a percepção da importância da contribuição do profissional da informação no cenário atual está crescendo. Este profissional pode e deve assumir papéis estratégicos em equipes multidisciplinares cujo escopo de trabalho seja big data, tanto em organizações privadas, como no setor público.

Jhonny Passos de Oliveira

  • Leandro Innocentini Lopes de Faria (Orientador)
  • Mapeamento da produção científica dos estudantes indígenas da Universidade Federal de São Carlos: Análise Bibliométrica dos TCCs 
  • Mapear e melhor conhecer a produção científica dos estudantes indígenas que vem sendo desenvolvida nos cursos de graduação possibilita fazer uma análise geral e de como isso vem se consolidando e construindo ao longo do tempo. E uma análise mais aprofundada nestes trabalhos pode servir para uma reavaliação nos Cursos de graduação e um pensante em políticas públicas para a universidade, no sentido de uma formação de qualidade, e que desenvolva um profissional ativo na construção do seu conhecimento, para que esteja cada vez mais engajado na produção de ciência e no meio cientifico. O objetivo deste estudo se propôs mapear a produção cientifica dos estudantes indígenas da Universidade Federal de São Carlos – UFSCar no âmbito de Trabalho de Conclusão de Cursos defendidos entre os anos de 2008 a 2019/1. Empregou-se para realizar este trabalho a análise bibliométrica dos TCCs que foram possível coletar com os estudantes e alguns setores da Universidade. Os trabalhos foram coletados, organizados em uma planilha EXCEL, incluído os seguintes tópicos, autor,  ano de defesa e posteriormente analisados e com base nas informações do título, autor, ano  de defesa, estado de origem do discente, etnia/povo e curso foi possível verificar quais são as produções acadêmicas, os temas desenvolvidos e em que regiões há maior produtividade e anos em que isso ocorreu. Essa análise envolveu os últimos 13 anos de presença indígena na UFSCar, desde o início do programa de ações afirmativas, que teve início em 2008. Este programa visa a inserção de estudantes indígenas através de reserva de vagas para cada curso de graduação. Os dados foram analisados e entre os resultados destaca-se um total de 36 discentes formados e 19 trabalhos recuperados e analisados no qual representa um pouco mais de 50% do total de TCCs. Destaca-se nesta pesquisa que a maior demanda destes estudantes é na área da Saúde e Educação, pois os resultados apontam um número de 6 estudantes formados em pedagogia e 4 em Medicina, são os dois cursos que mais formaram discentes indígenas. Os estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul aparece entre os Estados que mais já defenderam e se formaram estudantes indígenas e a região Centro Oeste lidera o Ranking com um total de 10 estudantes que defenderam e concluirão a graduação. Considera-se que para a realização deste trabalho houve uma enorme barreira  que influenciou nos resultados, mas que foi possível passar um panorama geral da produção e áreas afins demandadas pelos discentes indígenas, diante disso sugiro o desenvolvimento de um repositório para estes trabalhos, tendo em vista que a maioria é de suma importância para  a universidade como um todo, e também para que os mesmos ganhem destaque e a publicização necessária dentro da academia.

Julia Franco Amin

  • Roniberto Morato do Amaral (Orientador)
  • Análise da relação da Ciência da Informação com a Ciência de Dados
  • A Ciência de Dados é uma área que surge a partir da evolução das Tecnologias de Informação e Comunicação e do fenômeno da Big Data, envolvendo práticas da Ciência da Informação, como por exemplo, a recuperação, tratamento, organização, análise e visualização de significativo volume de dados e informações para subsidiar processos de tomada de decisão. O presente Trabalho de Conclusão de Curso teve como objetivo investigar a relação entre a Ciência de Dados e a Ciência da Informação, através da análise bibliométrica da produção científica que versa sobre Ciência de  Dados. O método de pesquisa compreendeu análise de: 1] 2.587 registros bibliográficos, recuperados na Base de dados Web of Science com base na expressão de busca “data Science”; 2] 2.680 registros bibliográficos referentes a produção científica de 421 pesquisadores da área de Ciência da Informação no Brasil, no período de 2013 a 2018; e 3] 162 artigos indexados na Web of Science no período de 2000 a 2019. Os resultados encontrados compreenderam um conjunto de indicadores: 1] evolução das pesquisas em Ciência de Dados indexadas; 2] publicações em Ciência de Dados por área de pesquisa; 3] ranking palavras-chave; 4] ranking países; 5] evolução das pesquisas em Ciência de Dados no Brasil; 6] Publicações nacionais em Ciência da Informação sobre as principais temáticas abordadas  na Ciência de Dados por estado; e 7] Publicações nacionais em Ciência da Informação sobre as principais temáticas abordadas na Ciência de Dados por universidade. Conclui-se que existe uma relação entre os objetos de estudos das áreas de Ciência de Dados e Ciência da Informação na produção científica internacional, porém no Brasil a investigação dessa relação é preliminar e portanto deve ser ampliada.

Karen Cristina Soares Cavalheiro

  • Ana Carolina Simionato Arakaki (Orientadora)
  • Metadados na representação de Mangás
  • As histórias em quadrinhos surgiram simultaneamente em diferentes países, baseadas e desenvolvidas a partir da literatura, gravuras, pinturas e desenhos de suas respectivas épocas na história. Os mangás são as histórias em quadrinhos japonesas, compostas por texto e imagem, que configuram um enredo, carregado de determinado contexto, sendo ele histórico, cultural e em razão da sociedade de seu país de origem. Com essa estrutura de recurso informacional, surge a necessidade de representar adequadamente o mangá, para que dessa forma a recuperação e o acesso ao usuário, tanto em meio tradicional quanto digital, seja garantido. A partir desse contexto, o estudo apontou como principal problemática: quais são os metadados (atributos) necessários na descrição dos mangás? Nessa conjuntura, o objetivo geral consistiu em determinar os metadados que melhor representam os mangás, com base nos instrumentos de descrição que pertencem à representação da informação. A natureza da pesquisa foi exploratória, de caráter qualitativo e cunho teórico. Foi possível analisar os metadados e seus padrões, evidenciando o tratamento apropriado para as especificidades que os mangás apresentam. Destarte, observou-se também a relevância dos metadados na representação de histórias em quadrinhos e mangás na Catalogação, dado que alguns elementos são mais utilizados como termos de busca, que por sua vez garantem uma maior e melhor recuperação aos usuários. Foram estabelecidos metadados recomendados para a adequada representação dos mangás.

Maria Laura Machado Cangiani

  • Ariadne Chloe Mary Furnival (Orientador)
  • Modalidades de publicação científica por área de conhecimento: a evolução da disponibilidade da produção científica de pesquisadores de três campos de conhecimento da comunidade UFSCar
  • Introdução: O acesso aberto visa à disponibilização livre e gratuita da produção científica, aumentando a visibilidade das publicações dos pesquisadores. Em 2017, realizamos a Iniciação Científica (IC), que possuía o objetivo de mapear a produção científica de três Programas de Pós-Graduação (PPGs): Educação Especial (PPGEEs), Fisioterapia (PPGFt) e Engenharia de Materiais (PPGCEM), para identificar possíveis diferenças de comportamentos de publicação entre estas. Objetivo: O presente trabalho teve como finalidade a continuidade da IC realizada em 2017, verificando o status de acessibilidade das publicações que em 2017 estavam em acesso fechado e identificar os canais onde foram publicados: repositórios digitais ou revistas científicas. E identificar se estão no Repositório Institucional da UFSCar. Percurso metodológico: Foram separadas as publicações que estavam em acesso fechado em 2017, que eram: 142 publicações do PPGFt, 121 publicações do PPGCEM e 156 publicações do PPGEEs. Pesquisando esses títulos no Google Acadêmico, para a verificação do status de acessibilidade, e organizando em planilhas do Excel Resultados: Foram analisados no total 419 publicações, sendo que 38 estão em acesso aberto e 382 continuam em acesso fechado. Daquelas publicações hoje disponíveis em acesso aberto, a maioria das publicações se encontra no Researchgate e no Redalyc. Considerações: Observou-se que poucas publicações se tornaram acessíveis considerando pelo ano das publicações; que poucos repositórios institucionais são utilizados pelos docentes e o Repositório Institucional da UFSCar não possui nenhuma publicação de docentes, contendo apenas teses, dissertações e datasets.

Marina Fontanelli

  • Ana Carolina Simionato Arakaki (Orientadora)
  • A preservação e a curadoria de acervos digitais
  • A Curadoria está inserida na Ciência da Informação devido às suas características que desencadeiam nos processos de tratamento de acervos sejam eles físicos ou digitais e seus processos compreendem um ciclo contínuo de atividades que envolvem o tratamento de acervos, seja ele, um patrimônio cultural, científico, entre outros. Dito isso, é importante observar como a Curadoria digital se destaca como uma nova vertente para a Preservação de herança cultural, utilizando das novas tecnologias em acervos de diferentes espaços. Nesse contexto, um ponto de convergência entre os acervos do ambiente digital e tradicional são as atividades curatoriais que abrangem um ciclo processual de tratamento, independentemente de sua tipologia, suporte ou domínio. Dessa forma, o problema de pesquisa consiste na investigação de como a Preservação e a Curadoria digital devem ser alinhadas, para que estes processos conjuntos possam garantir a perpetuidade da herança cultural digital a longo prazo? A partir dessa problemática de pesquisa, os resultados apresentam a relação dos processos de Preservação de acervos digitais e da Curadoria digital no contexto da Ciência da Informação, identificando os processos envolvidos, bem como suas características, para os acervos de herança cultural, conjunto a exposição dos princípios de representação e organização da informação.

Rafaela Cristina de Camargo

  • Roniberto Morato do Amaral (Orientador)
  • Proposta de uma sistemática para identificação de pareceristas para editora universitária
  • As editoras universitárias utilizam o processo de revisão por pares para a avaliação e seleção das obras que serão publicadas. Esse processo fundamental para a qualidade editorial, porém apresenta alguns desafios na identificação e seleção de especialistas devido à possível parcialidade e subjetividade das revisões. Esta pesquisa teve como objetivo desenvolver e aplicar uma sistemática para identificar e selecionar pesquisadores, para atuar como pareceristas de editoras universitárias. O método utilizado foi a pesquisa ação e a unidade caso foi a EdUFSCar (Editora Universitária da Universidade Federal de São Carlos). A Bibliometria foi utilizada como técnica de análise de informações e o software VantagePoint no apoio ao tratamento e análise de informações recuperadas na Plataforma Lattes, envolvendo a produção científica dos docentes, que atuam nos Programas de Pós-Graduação (Mestrado/Doutorado) reconhecidos pela CAPES, identificados através da Plataforma Sucupira. Os resultados alcançados compreenderam o desenvolvimento e a aplicação de uma sistemática para a identificação e seleção de pareceristas, através de um conjunto de atividades automatizadas. Conclui-se a partir das discussões dos resultados alcançados que a sistemática proposta e aplicada contribuiu para a agilidade do levantamento das informações necessárias para a identificação e seleção dos pareceristas, reduzindo a parcialidade e o tempo de respostas.

Sabrina Sena de Jordão

  • Luzia Sigoli Fernandes Costa (Orientadora)
  • Luiz Carlos Prestes: objetos pessoais que constituem as Coleções Especiais da Biblioteca Comunitária da Universidade Federal De São Carlos
  • A ideia que originou este trabalho é de realizar um levantamento qualitativo de possíveis tratamentos informacionais ao que tange os objetos museológicos pessoais de Luiz Carlos Prestes, cujos foram cedidos por Anita Leocádia Benário Prestes (filha de Luiz Carlos Prestes) no ano de 2018 a Universidade Federal de São Carlos. Enquanto a pesquisa era realizada, a coleção de Luiz Carlos Prestes estava designada a Biblioteca Comunitária (BCo) da UFSCar no Departamento de Coleções de Obras Raras  e Especiais (DeCORE). Para desenvolver  a pesquisa foi preciso realizar levantamento sobre discussões a respeito da conservação e tratamento informacional de objetos museológicos e qual a importância de sua preservação, além de realizar estudos biográficos de Luiz Carlos Prestes. Os objetos foram analisados de forma detalhada para se obter o máximo de informações possíveis para que fosse possível elaborar fichas catalográficas que auxiliarão no inventariado do acervo e quais tratamentos que cada objeto precisará passar. O desenvolvimento deste presente trabalho também possui a intenção de disseminar quão importante é o conhecimento transmitido pela coleção de objetos museológicos de Luiz Carlos Prestes aos pesquisados e a comunidade. Além disso, com suporte no material conseguinte deste trabalho será possível realizar a incorporação das informações lapidadas na base de dados utilizada pela Biblioteca Comunitária da UFSCar.

Sávio Lucas Custódio Dibelli

  • Paula Regina Dal'Evedove (Orientadora)
  • A inteligência coletiva na representação de registros genealógicos: um estudo no Family Search Indexing
  • Em uma sociedade cada vez mais conectada, diversas práticas profissionais foram sendo adaptadas para o ambiente digital, por questões de adaptação às novas práticas e comportamentos de pessoas e organizações a partir do uso das tecnologias de informação e comunicação. Na Biblioteconomia e Ciência da Informação esta realidade é vivenciada em diferentes processos e serviços informacionais, em atenção às necessidades de acesso e uso de dados e informações na atualidade. As iniciativas crowdsourcing e folksonomia sejam cada vez mais exploradas pelas áreas de informação para o aprimoramento das estratégias e práticas empregadas, com especial atenção à qualidade da descrição realizada de modo colaborativo para a representação de registros informacionais digitais. Diante desse cenário, explora-se um caso prático de representação de recursos informacionais em base de dados que alia a iniciativa do crowdsourcing e da folksonomia como práticas contemporâneas de inteligência coletiva, com enfoque para a questão da qualidade da descrição do conteúdo informacional.  A partir de uma metodologia de caráter qualitativo, foi realizado  um  levantamento bibliográfico para contextualização teórica dos temas contemplados na pesquisa, bem como sobre a iniciativa do FamilySearch Indexing para a otimização dos processos de representação e recuperação da informação. Conclui-se que o sucesso na adoção das inteligências coletivas para a representação dos registros genealógicas neste ambiente é resultado do trabalho voluntário, mas também pelo uso do processo de arbitragem, de modo a primar pela qualidade da representação dos recursos informacionais digitais conduzidos por voluntários.

Thais de Azevedo Cunha

  • Ariadne Chloe Mary Furnival (Orientadora)
  • O Caos da Desinformação na WEB: uma reflexão sobre o papel da Ciência da Informação na era da pós-verdade
  • A globalização da internet, dada pela implementação da Web 2.0, permitiu que os usuários, além de leitores, se tornassem autores. O conceito tecnológico na sociedade mudou como os usuários se comportam perante o conhecimento, transformando a maneira como se pode receber, armazenar e disseminar informações. Em apenas um click, o usuário pode ter em mãos todo tipo de informação indexada na rede e assim podendo estar exposto as notícias falsas – as chamadas “fake news”. A proliferação das notícias falsas é um dos efeitos da era pós-verdade na sociedade, na qual se influem valores e opiniões pessoais acima de conhecimentos científicos e objetivos. Considerando a Ciência da Informação como um campo interdisciplinar e contemporâneo, que tem como um dos seus objetivos formar profissionais de informação, e em especial, bibliotecários, esse estudo tem como objetivo analisar o papel desse profissional  na era da pós-verdade, tendo em mente a evolução no comportamento do usuário, que se tornou o principal propagador de informações – incluindo de notícias falsas – na rede. A metodologia adotada foi um estudo bibliográfico e exploratório, que permitiu através da análise das fontes levantadas, fazer uma reflexão acerca do papel do bibliotecário na era da pós-verdade, abordando ainda os obstáculos do profissional ao trabalhar diretamente no combate da desinformação na Web.  Além  de  encontrar  hipóteses  plausíveis  para a solução do problema, identifica-se o usuário como a principal figura que poderá eventualmente transcender a era da pós-verdade e sucessivamente estabelecer a volta do pensamento crítico.

Thayná Rodrigues Mazzi

  • Camila Carneiro Dias Rigolin (Orientadora)
  • Mulher na Ciência e Tecnologia; Chu Ming Silveira e a brasilidade da invenção
  • A pesquisa apresentada tem como objetivo principal desenvolver uma metodologia que permita elaborar um resumo de apresentação sobre a vida, criação e contribuição a sociedade de Chu Ming Silveira inventora brasileira, propondo assim que seja exibida e valorizada sua criação, abrindo portas para novos estudos e persuadindo a reflexão referente a questões de gênero na ciência e tecnologia e sobre o impacto das mulheres na produção cientifica. A inventora escolhida para figurar esse trabalho inicial é de suma importância para os campos de ciência e tecnologia, telecomunicações e mobiliário urbano não só nas grandes capitais, cidades como São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Brasília, mas em todo país. Foram realizadas pesquisas biográficas, por meio de análise organização de materiais, para o levantamento de dados sobre a vida, trajetória, obras e obtenção de informações pessoais sobre toda a trajetória da inventora, desde sua chegada ao Brasil. Obteve-se como resultado um compilado contendo os principais fatos de sua vida, carreira e a sua maior proposta; sua invenção e assim a exposição da importância do reconhecimento e divulgação, dos benefícios deixados aos brasileiros, independente de gênero no ramo da ciência e produção cientifica.

Vinicius Pereira

  • Ariadne Chloe Mary Furnival (Orientadora)
  • Revistas de acesso aberto no Brasil: sustentabilidade de seus modelos de negócio
  • Dentro da publicação em acesso aberto, é possível constatar uma grande variedade de modelos de negócio adotados. O propósito desta pesquisa foi identificar e mapear os modelos de negócio das revistas científicas em acesso aberto brasileiras, com ênfase em sua sustentabilidade financeira, e discutir sobre o futuro da publicação em acesso aberto no Brasil. Como metodologia de pesquisa, foi realizado um levantamento exploratório-descritivo, sendo bibliográfico, documental e com a aplicação de surveys. Os dados quantitativos foram obtidos através das revistas brasileiras da plataforma do Directory of Open Access Journals – o DOAJ. Os dados foram classificados conforme campo do conhecimento coberto pelas revistas. A análise dos dados obtidos foi feita baseada no contexto da publicação científica no Brasil e no levantamento bibliográfico realizado. Os surveys foram enviados a um grupo de revistas de acesso aberto selecionadas. Os resultados apontam a prevalência de três modelos de negócio no Brasil, diretamente relacionados às taxas de processamento dos artigos – os article processing charges (APCs), com baixa adoção das taxas, mas com perspectivas de mudanças futuras. Observou-se que a cobrança das taxas ainda é pouco utilizada no Brasil, com diferenças relacionadas ao campo do conhecimento. Sobre os valores cobrados, observou-se grande variabilidade entre os mesmos, apontando uma ausência de consenso sobre o valor. As respostas obtidas dos questionários contribuem com as hipóteses e conclusões, indicando que os problemas são recorrentes. Conclui-se que a predominância do financiamento externo demonstrou à vulnerabilidade de grande parte dos periódicos, exigindo mudanças em seus modelos. A adoção do modelo de negócio misto, de financiamento externo aliado à cobrança de taxas, mostrou-se como a alternativa mais viável para a sustentabilidade a longo prazo que pode ser implementada a curto prazo.

Turma 2015

  • Amanda Azevedo dos Santos
  • Ana Cecilia de Oliveira
  • Aparecida das Dores Silva do Nascimento
  • Barbara Maria Valerio
  • Bruna do Nascimento Rodrigues
  • Clara Alcina Guandalini
  • Elisabete Maria Angelon
  • Elizete de Aguiar Andrade
  • Estela Farias
  • Fúlvio José Galhardo Junior
  • Irene Lucinda
  • Jéssica Fernanda Neri Ferreira
  • José Lotumolo Junior
  • Kazumi Tomoyose
  • Mariana Maria Biasioli
  • Marilia Winkler de Morais
  • Natália da Rocha da Silva
  • Nathalia Cardoso Pereira
  • Rafael Pim Baptista
  • Rebeca Silva de Oliveira
  • Samanta do Prado
  • Sarah Luise Frasse de Pádua

Turma 2014

  • Albecy Peter Cavalari dos Santos
  • Ananda Fernanda de Jesus
  • Carina Crislai Teixeira de Matos
  • Carla Granato
  • Claudinei Maggi Vieira
  • Crislaine Gomes Santana
  • Daniele Aparecida da Cunha Carvalho Amaral
  • Danilo Tonioli D'Almeida
  • Etefania Cristina Pavarina
  • Fábio de Santana Barreto
  • Fabricio Thomaz Ferraz
  • Fernanda Parolo de Mattos Nogueira
  • Guilherme Petili Cereda
  • Isis Alfonso Silva Fernandez
  • Jackson Paul Matsuura Junior
  • Juliana Nayara Aguiar
  • Júlio César Silveira Tauil
  • Karen Cristina Trindade
  • Lais Giovanna Paschoal
  • Leopoldo Carvalho Junior
  • Luiza Veltrone
  • Maria Lígia Triques
  • Mariana Nobrega de Sá
  • Natalia Rodrigues de Almeida
  • Regiane das Mercês Oliveira
  • Shirley Figueiredo Ayres
  • Tatiane de Oliveira
  • Thaís de Brito Barroso
  • Vitoria Fernandes
  • Wesley Denilson Algarve

Turma 2013

  • Ana Claudia Bianconi
  • André Luís Felipin
  • Andrea Ferreira Palhano de Jesus
  • Bruna Nonato
  • Camilo Ramos Semensato
  • Carlos Eduardo Barcella Ferri
  • Diego Fernando Santos
  • Edson Tabarini Júnior
  • Guilherme Leone Vila
  • Heitor Dantas Crepaldi
  • Isaque Vanderlei Garcia
  • Joyce Antunes Modenese
  • Juliane Cristina Bueno
  • Katia Priscila Merola
  • Kauã Serafim Soares
  • Luana Silva Nascimento
  • Lucas de Oliveira Meletto
  • Luciana Maria dos Santos
  • Marciel Henrique Draghetta
  • Maria de Lourdes Bezerra da Silva
  • Melissa Novaes Bernardi
  • Murilo Vinicius Alves
  • Natalia Gallo Cerrao
  • Nayara Ramos
  • Rubia Vareschi Teixeira
  • Sergio Luiz Correa da Silva
  • Shirlei Rossato Pelarin Gonçalves
  • Suelen Silvatti dos Santos
  • Talilane De Grandi
  • Tatiana de Carvalho Gaia
  • Thais Ariane Amorim Correia
  • Thaís da Silva Justino
  • Thamires Ferrares
  • Vanessa Dionello
  • Victória Elisa Bárbara de Sousa
  • Vinicius Gianeis de Souza
  • Wylnner Natanne Gomes Ferreira

Turma 2012

  • Antonio Marcos Fernandes
  • Bernadete de Lourdes da Costa Barbosa Figueiredo Filho
  • Bianca Menezes de Azevedo
  • Bianca Selly Finardi
  • Bruna Constanzo Silva Baldan
  • Clara Pires Fujiara Guerino
  • Daniel Milaneto Fonseca
  • Danielle Vianna de Souza
  • Débora Nascimento dos Santos
  • Driely Cristine Fernandes
  • Eduarda Cristina Carriel
  • Elisa Piedade Cassaro
  • Ethiane Rodrigues de Oliveira
  • Fábio dos Santos Godoi
  • Fábio Henrique Vicente
  • Felipe Alexandre Alfano Aranha
  • Francisco Martins Freitas Leite
  • Gabriela Aparecida da Cunha
  • Gabriele Rodrigues Pereira
  • José Aparecido Augusto
  • Josiane da Cruz Almeida
  • Joyce Puerta Galvão
  • Júlia Tereza Abrão Vieira Lourenço Wilmers
  • Lays Garcia de Lima
  • Lucas da Silva dos Santos
  • Marcela Alves de Souza Araujo
  • Marcela Cristina Nespoli
  • Mariana Jordani de Andrade
  • Marina Benetti
  • Mileide Cristina de Araujo Risso
  • Monique Lúcia da Silva Farias
  • Nilce Zanella Betioli
  • Paulo George Miranda Martins
  • Prícila Daniele Freitas Leite
  • Priscila da Silva
  • Raquel de Castro
  • Roberval Italiano
  • Tainara Toriká Kiri de Castro
  • Valeria Rodrigues da Silva
  • Willian Christian Piccolo de Andrade
  • Yasmin Isabelle Barreto Rosa

Turma 2011

  • Alessandra Gama da Silva
  • Aline Bertati Polisello
  • Aline Fernanda de Carvalho
  • Amanda Cristina Gonçalves de Oliveira
  • Ana Tereza de Pádua Oliveira
  • Andrea Cristina Dornelles Italiano
  • Antonio Carlos Alves Conserva Junior
  • Ariovaldo Jesus Alves
  • Bianca Aparecida Casonato
  • Cristina Patriota Cavalheiro
  • Daniel Andre Rigo Guirra
  • Elidmar da Silva Duarte
  • Elis Gabriela Copa dos Santos
  • Guilherme Franco Silva Pinto
  • Helena Campos Assumpção
  • Jader Carlos Vieira
  • Jorge Luiz Paes Junior
  • Josemara Aparecida de Moraes
  • Josimeire Moura da Silva
  • Klicia Silva Mendonça
  • Lais Valeria Segalla Gomes
  • Luana de Souza Rocha
  • Lucas Rafael Pessota
  • Marcela Bassoli
  • Marco Antonio Hrastel Carnáz
  • Marcos Teruo Ouchi
  • Marilene da Silva Santos
  • Matheus Santos Almeida
  • Michelle Cristina Ditomaso
  • Nayara de Cássia Gaban
  • Paulo Aparecido Rodrigues da Silva
  • Rebeca Carrari
  • Walison Aparecido de Oliveira

Turma 2010

  • Aline Bataglia
  • Ana Caroline Araújo Mangolin
  • Anderson das Neves Moreira
  • Celia Aparecida Rufino da Silva
  • Charles Fernandes de Souza
  • Daniela Pereira
  • Danilo Formenton
  • Edjane Gomes Pajeú
  • Estela Maris Ferreira
  • Fabiano Zotesso
  • Fabrizio Crivelli
  • Fernanda Domingos
  • Fernando Brito da Costa Dias
  • Francisco Marcio de Souza Silva
  • Gabriela de Carvalho Cafruni
  • Gisele Rosa de Oliveira
  • Gislene Tais de Souza Sperandio
  • Iara Carlos da Costa
  • Isabela da Silva Pereira
  • Juliana Leite
  • Juliana Murakami
  • Layla Luchesi Silva
  • Luciana Cristina Borsari
  • Marcela Borges Belli
  • Mariana Assunção Guerreiro
  • Miriam Ramos dos Santos
  • Niele Menezes Bispo
  • Paulo Roberto Martins Balas
  • Rafael Antonio Di Foggi
  • Renan Di Turi Cruz
  • Rodolfo Donizetti Laveli
  • Rodrigo Eduardo dos Santos
  • Rogerio Thiago Alexandrin
  • Rosangela Aparecida Arnosti Bonatti
  • Suelen Camilo Ferreira
  • Wagner Lili Sebastião

Turma 2009

  • Aline Isler Pedro
  • Aline Ryter
  • Amanda Duarte Alves
  • Ana Paula Gonçalves
  • Andressa de Almeida França
  • Angelica Cristina Baldin
  • Antonio Carlos Santos Silva
  • Bartira Marchioratto Daloia
  • Blanca Gonzalez
  • Bruno Roberto Lopes Rodrigues de Andrade
  • Caroline Candido Veroneze
  • Débora Marroco Ninin
  • Edynea Spricigo Scurachio
  • Eilen Januzzi Palmitesta
  • Eliana Gardini
  • Érica Cristina Costa Silva
  • Felipe Eduardo Privatti
  • Fernanda Ferreira da Silva
  • Fernanda Medeiros Jardim
  • Gabriela Leandro
  • Gabriela Russi de Oliveira
  • Henrique Barbosa
  • Iruama de Oliveira da Silva
  • José Carlos Bastos Junior
  • José Elias Soares
  • Juliana Sant Anna de Castro
  • Karin Souza Leonardo
  • Katya Conceição Carrara
  • Lucimara Dionizio
  • Luiza de Menezes Romanetto
  • Maísa Coelho França
  • Marcela Taiane Schiavi
  • Marcos Vinicius de Jesus
  • Maria Carolina de Souza Novaes
  • Mayara Cristina Bernardino
  • Nanci Cristine Chagas Bello
  • Nelson Sebastian Silva Jerez
  • Olivia Zinsly
  • Roberto Aparecido Bacci
  • Sandra Aparecida Tiossi
  • Sara de Jesus Silva
  • Tadeu Borella
  • Thais Nunes Romero

Turma 2008

  • Adriele Dalpino Conessa
  • Aline Cristina de João
  • Amanda Cristina Martinelli
  • Ana Luzia Chaves Gomes
  • Andressa Magalhães D Andrea
  • Ardala Ponce Kochani
  • Camila Domingos Peres Serrador
  • Eduardo Graziosi Silva
  • Erick Eduardo Leonardi Cabreira
  • Fernanda Caroline Serpa
  • Fernanda Cristina Festa Mira
  • Fernanda Haddad Crnkovic
  • Fernanda Pavan Habermann
  • Flavia Vieira da Silva Santos
  • Janaina Simões de Souza
  • Jaqueline Birulio Peres
  • João Augusto Dias Barreira e Oliveira
  • Jorge Luiz Pierobon
  • Juliana Vidal de Sa
  • Kamilla Vinha Carlos
  • Letícia Reis da Silveira
  • Leticia Virgilio
  • Marilia de Oliveira
  • Marina Guerra Rossi
  • Mayara Fernanda Oliveira Lima
  • Michele Cristina dos Santos
  • Nínive Adrielle Castiglioni
  • Pamella Benevides Gonçalves
  • Paula Stéfanny Felice de Oliveira
  • Rafael Antonio da Silva
  • Rafaella Silva Fernandes
  • Rodrigo Rafael Mendonça dos Santos
  • Tábita Honório
  • Tatiane Aparecida Carneiro Teixeira
  • Vinicius Neves Marcondes Silva

Turma 2007

  • Angela Ferraz
  • Cláudia Daniele de Souza
  • Daiana Ellen Canato
  • Douglas Arcanjo de Lima
  • Eduardo Itiro Okabayashi
  • Érica Fernanda Vitorini
  • Euzebio Luiz Pinto
  • Felipe Mussarelli
  • Gabriela Morena dos Santos Dozzi Tezza
  • Isadora Trombeta Fagá
  • Jacqueline Coutinho Costa
  • Joyce Fioroni
  • Julia Fernandes Marcelo
  • Juliane Cristina Luvizotti
  • Lígia Barini de Matos
  • Livia Coelho de Mello
  • Luciane Meire Ribeiro
  • Marcela Antochio
  • Marcele Aparecida Tinelli
  • Marco Donizete Paulino da Silva
  • Mariana Pedroso Teixeira
  • Moacir Flávio Gomes
  • Nivaldo Aparecido Coelho
  • Raquel Juliana Prado Leite de Sousa
  • Renan Guerra Mangetti
  • Renata Haddad Crnkovic
  • Ricardo Biscalchin
  • Tamie Aline Lança
  • Thiago Rodrigo dos Santos
  • Vivian Gabriela Kaori Sano

Turma 2006

  • Alessandro Amaral
  • Alice Beatriz Lopes
  • Ana Caroline Mendonça de Barros
  • Ana Paula Baccarin
  • Bruno Gaglianone Moro
  • Camila Fujino Narumia
  • Carlos Alberto Barbosa Ferian
  • Carolina Lourenço
  • Cassia Harumi Fukuda
  • Danilo Biazuzo
  • Denilson de Oliveira Sarvo
  • Évenim Mattos Oliveira
  • Henrique Bueno Vitti
  • Iandra Maria Carlos Cartaxo
  • Jorge Shigueo Kaneshiro
  • Jose Carlos de Oliveira Cesar Junior
  • Juliana Metzner de Araujo
  • Juliana Roberta Morcelli Landgraf
  • Laura Bussab Lemos de Castro
  • Lilia do Carmo
  • Luciara Cid Gigante
  • Maiara Durante Pereira
  • Maria Carolina Gobatto Rodrigues
  • Mariana Gonçalves Luccas
  • Mônica Amanda Gibelli
  • Murillo Ferreira de Camargo
  • Natalie Ichikawa Melo
  • Nathalia Thays Frasse
  • Renan Carvalho Ramos
  • Rita de Cassia Segnini
  • Rubens Francisco Torres
  • Tânia Ortin de Almeida
  • Thaís Bartolomeu Pires
  • Tiago Fernandes Andrade
  • Vinicius Aparecido Motta dos Santos
  • Vivian Rosa Storti

Turma 2005

  • Aisten Baldan
  • Amilton do Sacramento Lima
  • Andrei Milton
  • Ane Aparecida Cerantola
  • Breno Luiz Ottoni
  • Brianda de Oliveira Ordonho Sigolo
  • Camila Ferreira Barbosa
  • Carlos Alexandre de Oliveira
  • Cláudia de Moraes Barros de Oliveira
  • Cristina Marchetti Maia
  • Deborah Schmidt Capella Junqueira
  • Douglas Nascimento
  • Elis Regina Alves dos Santos
  • Felipe Dorn Coelho Barroso
  • Gilson Conceição de Araujo
  • Greissi Gomes Oliveira
  • Héber Vicente Bensi
  • Hélio Márcio Pajeú
  • Inayá Bittencourt e Silva Loffredo
  • Jadir de Oliveira Brito
  • Lívia de Lima Reis
  • Liz Cadamuro
  • Maíra Ester Bassoli
  • Marcelo Pastore Lopes
  • Marcio Rogerio Tomazzi Estevo
  • Marcus Helder Gobetti
  • Maria Aparecida Pereira de Sá
  • Marisa Cubas Lozano
  • Matheus Felippe Tunis
  • Mônica Facincani Camacho
  • Náyra Shayeni Taveira
  • Nicholas Simão Betoni
  • Pedro Paulo Aquilante Junior
  • Samuel Conceição
  • Silvana Bezerra da Silva
  • Thais Aparecida de Lima
  • Veraldino Moreira dos Santos

Turma 2004

  • Adriana Aparecida Puerta
  • Aline Soares de Lima
  • Alini Cristiani de Carli Demarchi
  • Andreia Beatriz Pereira
  • Camila Belisario Carlino
  • Carina Gomes de Oliveira
  • Carlos Henrique dos Santos
  • Cíntia Cássia Soares
  • Daniela Lopes Rodrigues
  • Elaine Hipolito dos Santos Costa
  • Eliana Mantovani Malvestio
  • Fabiana Mariano Zin
  • Fernanda Pereira Santiago
  • Giovani Ribeiro
  • Gracieli Batista Pépe
  • João Gabriel Guimarães Buonavita
  • Juliana Lazarim
  • Juliana Popp Barbosa Lima
  • Kátia Ellen Chemalle
  • Larissa Aparecida Prado Barboza
  • Larissa Menezes Spano
  • Luciana Garcia Lavezzo
  • Luiz Gustavo Perusso
  • Marcelo Faria
  • Marina Jorge Bertanha
  • Maycke Young de Lima
  • Paulo Rogerio Romagna
  • Rafael Guimarães Lopes
  • Renato Aparecido de Campos
  • Rodrigo Cesar Solfa
  • Samuel Luiz Rosa
  • Tainã Pereira de Matos
  • Tatiana Messias da Silva
  • Tatiana Prado Santos
  • Vanessa Gal Paiva
  • Vilma Del Grossi Coutinho

Turma 2003

  • Adriana Souza Arcaide
  • Adriane Cristina Goettems
  • Ana Cecilia Ribeiro Bonato
  • Ana Izabel Batista da Silva
  • Barbara Samantha Freire de Paula
  • Carla Roberta Vieira Pieter
  • Caroline Donfrancesco
  • Cristiane Codignoto Silva
  • Cristiane de Melo Shirayama
  • Daniela Rueda
  • Eleine Cristina Boralli
  • Fábio da Silva Santana
  • Fernanda Silva Pereira
  • Gina Marques Pellicano
  • Gustavo Henrique Rodrigues Santos da Cunha
  • Jacqueline Novoletti da Silva
  • Karin Gomes da Silva Rocha
  • Leonardo Bertanha
  • Lidiane Valpassos Rodrigues
  • Mariana Marquiori
  • Marina Ferreira de Paula
  • Mario Rubens Buffo Junior
  • Michelle Flôres
  • Nádia Bernuci dos Santos
  • Nerivanha Maria de Lima
  • Paulo César Cardoso de Campos
  • Paulo Sergio Magdalena
  • Sandra Pedro da Silva
  • Saulo Campos Oliveira
  • Suzilaine de Oliveira
  • Tatiellen Aline Madeira
  • Tiago Aparecido Rodrigues
  • Veridiana Abe
  • Vinicius Lourenço de Camargo

Turma 2002

  • Aline Aparecida Matias
  • Aline Grasiele Cardoso de Brito
  • Aline Moreno Aro
  • Ana Paula Aparecida Calabrez
  • Ana Paula Santulo Custódio de Medeiros
  • Andréa Cristina Missono
  • Carlos Henrique Pedroso de Mello
  • Cristiane Leila dos Santos
  • Elaine Martiniano Teixeira Batista
  • Eliane Nicolau da Silva
  • Fabiane Senne Gomes
  • Giovana Deliberali Maimone
  • Graziella Yuri Matsuno
  • Hugo da Silva Carlos
  • Irdilene dos Santos
  • Iuri Rocio Franco Rizzi
  • Jacqueline Aparecida de Souza
  • Jefferson Bielenki Taporoski
  • Jesuína Aparecida da Costa
  • José Roberto Plácido Amadei
  • Juliana de Cássia Roseno dos Santos
  • Karina Gimenes Fernandes
  • Leonardo Galdino de Lima
  • Marcelo da Silva Porto
  • Maria Graciele Trevisan
  • Naira Christofoletti Silveira
  • Rafael dos Santos Brito
  • Roberta Maria Miranda Caetano
  • Ronildo Santos Prado
  • Simone Michelin Iost
  • Simone Oki Lima
  • Sonia Maria Pinheiro

Turma 2001

  • Ana Cláudia de Oliveira Leite
  • Arildo José Francisco Martins
  • Carlos Batista de Aguiar Rosa
  • Carlos Shigueki Oki
  • Caroline Periotto
  • Cátia Cristina Vicente de Souza
  • Clayton Adriano de Medeiros
  • Clever Adauto Feliciano
  • Daniela Pires
  • Danila Rodrigues Barreto
  • Darcila de Fátima Bozoni
  • Denise Ilidio da Silva
  • Dionary Crispim da Silva
  • Edna Lucia Pereira
  • Fabiana Crnkowise
  • Ieda Pataquini Alves
  • Isaac Braga Filho
  • Ivy Fini Rodrigues
  • Kellen dos Santos Georgetti
  • Kizzy França
  • Lídia Andriolli de Holanda
  • Luana Aparecida Neves Severiano
  • Luiza Akemi Shimada
  • Luiza Helena Monteiro
  • Maria Cândida Corrêa
  • Marisa Nogueira dos Santos Pellicano
  • Monika de Rienzo Schultz
  • Nelson de Souza Campos
  • Priscila Camargo de Amorim
  • Tatiane Malvestio Silva
  • Thaisa da Rocha Zilliotto
  • Vera Viana dos Santos

Turma 2000

  • Analma Queiroz Moura
  • Bruno Marques Pellicano
  • Camila Molgara Gamba
  • Cibele de Andrade
  • Cíntia Almeida da Silva Santos
  • Flavia Daniela Mastrogirolamo
  • Francisco Larri de Carvalho
  • Girlei Aparecido de Lima
  • Gislaine de Oliveira Guerreiro Cumpre
  • Heres Emerich Pires
  • Iara Rodrigues de Amorim
  • José Carmo de Oliveira Junior
  • Josemeire Casico Nishihara Veltrone
  • Márcia Ferreira Pinto
  • Maria Aparecida Pereira
  • Maria Helena Iacomini Carvalho
  • Maria Inês Carlos
  • Mariana Galdino Marmol
  • Mauricio Possa
  • Milene Andriguetti de Souza
  • Nilva Jaqueline Peira
  • Odair José Barros Bazante
  • Patricia Costa Tavares
  • Renata de Fatima da Silva
  • Ricardo Arcanjo de Lima
  • Roberto Perroni Vanelli
  • Sabrina Bottassi
  • Sandra Maria Carlos Cartaxo
  • Sandra Regina de Araújo Sorigotti
  • Sardes Aparecida Batista
  • Yuka Saheki

Turma 1999

  • Alexandre Bueno
  • Alexei David Antonio
  • Ariette Maria de Souza Moraes
  • Brenda Fontes Malheiros
  • Carmen Priscila Bonani Siqueira
  • Daniela Cristina Marleta
  • Daniela Maria Argentão
  • Edenilza Valeria da Silva
  • Edilma Ferreira
  • Érika Apolinaria Gomes
  • Erika Celeste de Almeida
  • Fabio Assis Pinho
  • Fernanda Passini Moreno
  • Giuliana Carolina Maria Di Lorenzo Innocentini
  • Graziella Fernanda de Campli
  • Isabela Mara Valle Torezan
  • Karina Verri Liberado
  • Kelly Cristina de Oliveira
  • Lucimara Regina Michelin
  • Maria Luiza Martins Oliveira
  • Melissa Gayda Bossolan
  • Oscar Bertani Garcia
  • Patricia Fernanda de Camargo
  • Patricia Regina Casarin Ribeiro
  • Patricia Villar Martins
  • Roniberto Morato do Amaral
  • Solange Francisca Mazzaroto
  • Taciana Lefcadito Alvares de Marco
  • Thatiane Aparecida de Lima Giviani
  • Vanessa Rodrigues
  • Vicente Estevam Junior

Turma 1998

  • Adriana Aparecida Pinheiro
  • Bianca Miranda de Almeida
  • Camila Cassiavilani Passos
  • Cilene de Lourdes Sammarco Heck
  • Cléia Lucia da Silva
  • Daniele Spadotto Sperandio
  • Danieli Cristina Matias
  • Elisangela Gonçalves Barbieri
  • Henrique da Silva Ribeiro
  • Jane Maria Mozaner
  • João de Melo Maricato
  • Kátia de Lima
  • Laura Odette Dorta Jardim
  • Luciana Flôres
  • Marcia Regina de Andrade
  • Margarete Olímpia Storti
  • Maria do Socorro Ferreira de Araujo
  • Maria Helena Sachi do Amaral
  • Maria Lucélia da Silva Souza
  • Mauricia Daniela Pereira Sacchi
  • Melba Aparecida Ilhô
  • Mirela Mayume Yabuki Pizelli
  • Muriel Pereira Draeta
  • Priscila Marlletta
  • Rachel Aparecida Lazarini Valente
  • Raquel Aparecida Maia Melo
  • Regina Célia Vieira
  • Rita de Cassia Rabello
  • Yone da Silva

Turma 1997

  • Alessandra Cátia Alamino
  • Alessandra Vanessa Rossi
  • Alexandre Corrêa Martinelle
  • Alice Horiuchi
  • Aline Mariani Bonani Siqueira
  • Andréia Alessandra Alves
  • Angela Savana Minatel
  • Cirlene Domingues
  • Cláudia Regina Dias
  • Claudia Regina Rodrigues
  • Daniela Regina Vieira
  • Denise Pinheiro Martins
  • Diva Lucato
  • Elaine Aparecida Andrade de Souza
  • Emilene da Silva Ribeiro
  • Gilmar Santana da Silva
  • Gloria Caitano Rozeti
  • Karine Kobor da Silva
  • Ketleen Josiani Godoy
  • Lucia Cunha Ortiz
  • Lúcia Satiê Watanabe
  • Lucimara Prudenciatto
  • Maith Martins de Oliveira
  • Maria Isabel Uthman Sitta
  • Milena Celere
  • Netanias Alves de Lima
  • Paulo José de Almeida
  • Perla Maris Kraft Menz
  • Petra Karina Lucas Vieira
  • Roberta Gracioso Borges
  • Rosangela Marconato Trevizan
  • Tatiana Lopes Salciotto
  • Valeria Regina Rodrigues Lopes

Turma 1996

  • Adriana Montagna
  • Alessandra Angelim da Silva
  • Alexandre de Almeida
  • Ana Claudia Stella
  • Ana Paula dos Santos Gomes
  • Andréa Barboza
  • Antonio Pedro de Melo Maricato
  • Debora Simões
  • Erica Cristiane Rocha Gonçalves
  • Fernanda Cristina de Lima
  • Gislaine Cristina Candido
  • Isabel Luci Luiz Cardillo
  • Jorgina Antonia dos Santos de Almeida
  • Karina Manfré Froner
  • Maria Angelica Pincelli
  • Maria Carla Pascotte Freitas
  • Marilú Calandrim
  • Martha Maria Buzato Salema
  • Noel Paulo Damasceno
  • Patrícia de Sá Loschiavo
  • Raquel Alexandra Copriva
  • Renata Carla de Medeiros Esteves
  • Rodrigo Alves Pinto
  • Rogério Luiz Pereira
  • Rosana Chiericci
  • Santa Marchini Marins Olaia
  • Simone de Fatima Varandas Souza
  • Valdineia Aparecida Pessota
  • Vívian Luciane de Moraes

Turma 1995

  • Adriana Aparecida da Silva
  • Ana Lucia Tribiolli
  • Elaine de Oliveira Machado
  • Elaine Paiva Mosconi
  • Eliane Colepicolo
  • Eunice da Silva Nunes
  • Fernanda Barreiros de Rezende
  • Francisco de Sá Neto
  • Gina Botta Corrêa de Souza
  • Karina Neves Sabino Franzo
  • Kelly Cristina da Silva Marcominni
  • Luciana Aparecida Brasil
  • Luciana Pizzani
  • Márcia Regina da Silva
  • Marcos Roberto Pereira de Souza
  • Maria Regina da Silva Milani
  • Marilaine Aparecida Cavallaro Conti
  • Marta Aparecida da Silva
  • Patrícia Andréia Paesani Rossi
  • Rita de Cassia Garcia Paiola

Turma 1994

Adriana Bueno Balsani

  • Luzia Sigoli Fernandes Costa (Orientadora)
  • Reflexão sobre a infra- estrutura e a necessidade de informação para o ensino técnico de 2° grau nas escolas técnicas estaduais – ETES/CEFETE PS
  • O presente trabalho teve a pretensão de fazer um estudo reflexivo acerca da infraestrutura e da necessidade de informação do ensino técnico de 2º grau das Escolas Técnicas Estaduais - ETEs do Centro de Educação Tecnológica Paula Souza – CEETEPS. Para isso, das 64 escolas que constituem o sistema de Escolas Técnicas Estaduais, atuando no ensino para atender o setor industrial nas áreas Industrial, comercial e Serviços do CEETEPS, foram analisadas 21, as quais retornaram o questionário. Foi feita uma breve revisão histórica do ensino profissionalizante no Brasil, descrevendo algumas modificações recentes determinadas pelo Ministério da Educação – MEC, com relação à essa modalidade de ensino. Finalmente, foi elaborada uma síntese conclusiva, onde as reflexões indicam ações consideradas capazes de efetivar mudanças que traduzam as necessidades da realidade pesquisada e que levam as formulações de algumas sugestões como contribuição da presente pesquisa.

Alessandra Aparecida Veronese Torres

  • Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi (Orientadora)
  • O bibliotecário como agente cultural

Alexandre Masson Maroldi

  • Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi (Orientadora)
  • Política Cultural: Relação entre termos e conceitos na internet
  • Esta pesquisa teve como objetivo geral detectar a existência de relação entre termos e conceitos no domínio da Política Cultural na Internet, onde os termos e conceitos foram extraídos da obra Dicionário Crítico de Política Cultural: cultura e imaginário organizado por Teixeira Coelho.

Ana Cristina Ribeiro Andrade

  • Luzia Sigoli Fernandes Costa (Orientadora)
  • As políticas governamentais e a Atuação da biblioteca pública “Mário de Andrade” no município de Araraquara
  • Estudo de caso onde procura-se analisar os aspectos em que as políticas governamentais servem como elemento norteador na atuação da Biblioteca Pública Municipal “Mário de Andrade”, no município de Araraquara, comparando-se as ações empreendidas por esta biblioteca com a atuação das bibliotecas públicas de modo geral. Na análise, explicita-se o papel que a biblioteca pública tende a exercer na comunidade, sua contribuição para o desenvolvimento da educação formal dos indivíduos e o papel atribuído aos órgãos governamentais, especificando-se as politicas do INL e da UNESCO. Conclui-se que as bibliotecas públicas brasileiras sempre estiveram atreladas á educação, o que tem causado uma distorção em seu verdadeiro papel, quadro este agravado pelo descaso do poder público. Atualmente, além das restrições de recursos, as bibliotecas públicas brasileiras se deparam com a inexistência de uma politica que estabeleça as diretrizes para o seu funcionamento. Com relação aos objetivos perseguidos pela biblioteca analisada, pode-se considerar que embora não apresente divergências com os objetivos propostos por organismos internacionais também não apresenta algo que atenda as vocações locais. Embora e pode-se perceber esforços no empreendimento de ações compatíveis com as reais necessidades de seus usuários, não foi identificada nenhuma ação excepcional nesse sentido. A semelhança da biblioteca estudada e a realidade da grande maioria das bibliotecas brasileiras não escapam do círculo vicioso ocasionado pela falta de recursos financeiros provocados pela falta de recursos humanos capazes de elaborar projetos que despertem o interesse de investidores.

Ana Thomyris Basseto

  • Maria Cristiane Barbosa Galvão (Orientadora)
  • A interdisciplinaridade na Ciência da Informação
  • O trabalho objetiva compreender o conceito de interdisciplinaridade e sua aplicação na Ciência da Informação. Apresenta o conceito de interdisciplinaridade tendo como embasamento teórico obras representativas sobre o tema. Analisa a posição dos autores da área Ciência da Informação quanto à sua definição e em relação ao conceito interdisciplinaridade. Apresenta áreas do conhecimento que mais se relacionam com essa ciência e finalmente sugere como tema para estudos futuros análise de currículo da Ciência da Informação para contemplar o aspecto pedagógico do conceito de interdisciplinaridade e análise de campos conceituais das disciplinas que mais se interligam, a fim de contribuir para a construção de sua especificidade e definição de sua natureza.

Beatriz Tosetto

  • Elisabeth Márcia Martucci (Orientadora)
  • A biblioteca e o professor: concepção e valores de professores de pré-escola à 4ª série do ensino fundamental, em formação inicial
  • Discute-se as concepções e valores de biblioteca para os professores de pré-escola à 4ª série do ensino fundamental, em processo de formação inicial, com base num referencial teórico onde são abordadas as relações leitura-escola-biblioteca e professor-biblioteca. O levantamento de dados foi realizado através de uma pesquisa, como método da abordagem qualitativa, junto aos alunos da Habilitação específica de 2º. grau para o Magistério, na escola CEFAM São Carlos, cujos objetivos específicos foram definidos em: identificar a função das bibliotecas na trajetória pessoal e escolar dos alunos, identificar o papel da biblioteca para formação profissional desses alunos, futuros professores, e verificar como concebem o uso da biblioteca em sua futura prática docente. Os instrumentos de coleta de dados consistiram em questionário aberto, entrevista e observação. Como resultado identificaram-se as concepções, valores, funções e importância da biblioteca enfocando esta instituição nos seguintes aspectos: no amparo à escolarização na formação pessoal do aluno, no uso como lazer, no enriquecimento de conteúdos de formação, no exercício da prática docente, no desenvolvimento profissional do professor e no processo ensino-aprendizagem. Conclui-se que a participação da biblioteca na vida escolar e pessoal das crianças brasileiras ainda é muito pequena e que as concepções de biblioteca para esses futuros professores são bem mais amplas daquelas percebidas nos atuais professores do ensino fundamental. A formação que estão recebendo no CEFAM e as concepções de biblioteca apresentadas nos depoimentos dão indicativos de que esses futuros profissionais representam uma boa alternativa para a melhoria da qualidade de ensino no Brasil.

Elaine Aparecida de Lima

  • Luzia Sigoli Fernandes Costa (Orientadora)
  • Produtos e serviços de informação: necessidades explícitas e implícitas de pequenas e médias empresas de laticínios
  • A pesquisa visa apontar os produtos e serviços de informação mais pertinentes às pequenas e médias empresas de laticínios, delimitar os tipos de informação que sejam considerados como necessidades ou insumo industrial por estas empresas, detectar produtos e serviços de informação que atendam as exigências informacionais deste setor específico, verificar se os produtos e serviços de informação são apropriados para o atendimento das empresas, em função das condições financeiras e tecnológicas das mesmas e se os produtos e serviços de informação são divulgados por veículos acessíveis aos pequenos e médios laticínios.
    Para o levantamento de dados foi usada a entrevista semiestruturada, elaborada com base em um referencial teórico amplo sobre o tema do trabalho. Já o tratamento dos dados ou análise envolveu as considerações em empresas estudadas, constatações da literatura e as interpretações das informações levantadas. Os resultados foram avaliados qualitativamente e quantitativamente, de forma a sublinhar o discurso dos respondentes e observações diretas realizadas.
    Concluímos que a maioria dos serviços e produtos de informação estudados são significativamente pertinentes, sendo que, em casos específicos, os serviços e produtos de informação apresentam dois tipos de variação da relevância que assumem para as pequenas e médias empresas de laticínios, um, em função do estágio de vida em que a empresa se encontra e o outro de acordo com o porte da empresa.
    O estudo ainda apontou que a questão financeira e as condições de acesso das pequenas e médias empresas de laticínios a produtos e serviços de informação não podem ser vistas como barreiras para obtenção dos mesmos. E que uma junção de vários veículos de divulgação e uma estratégia de marketing direcionada constituem-se na forma de divulgação mais eficiente de produtos e serviços de informação.

Elaine Regina Montanini

  • Nádea Regina Gaspar (Orientadora)
  • Agindo na Cultura: revisão literária sobre cultura e ação cultural
  • Este trabalho pretende levantar e analisar alguns conceitos teóricos já tradicionalmente conhecidos na área da Cultura, como, por exemplo, a definição, as características e o meio social, relacionando-os com a literatura sobre Ação Cultural.

Eliana Aparecida Bertin

  • Helen de Castro Silva (Orientadora)
  • Atuação do profissional bibliotecário no processo de educação pré-escolar
  • Estudo da atuação do profissional bibliotecário no processo de educação pré-escolar nas pré-escolas particulares da cidade de São Carlos. Teve como objetivos verificar as principais dificuldades encontradas por este profissional no trabalho com as crianças em idade pré-escolar e como ele as tem superado. O método utilizado para a coleta de dados consistiu na realização de entrevistas, através de um roteiro pré-estabelecido. Os dados obtidos foram descritos, analisados e comparados com a revisão de literatura. Como resultados, verificou-se que o bibliotecário não possui todas as habilidades necessárias para atuar junto à pré-escola, mesmo porque possuem apenas o curso de graduação e não realizam atividades de capacitação voltadas para este segmento escolar. Conclui-se que os bibliotecários das pré-escolas particulares da cidade de São Carlos não estão preparados para atuarem no processo de educação pré-escolar apenas com o curso de biblioteconomia e Ciência da Informação. É preciso buscar a complementação da formação oferecida pelo curso para que este profissional domine as características cognitivas e emocionais da criança na faixa etária de 0-6 anos e adquira o conhecimento das atividades necessárias para este segmento.

Elielcio Veloso dos Santos

  • Luzia Sigoli Fernandes Costa (Orientadora)
  • Bibliotecário, informação e competição: um estudo preliminar sobre o uso da informação como ferramenta estratégica de competitividade

Flávia Mignolo dos Santos

  • Gláucia Maria Saia Cristianini (Orientadora)
  • Perspectivas dos ingressantes de 2001 no Curso de Biblioteconomia e Ciência da Informação da Universidade Federal de São Carlos

Gabriela Aparecida Marçal Furlan

  • Helen de Castro Silva (Orientadora)
  • Avaliação de desenvolvimento do serviço de biblioteca da EESC-USP quanto a satisfação do usuário

Glaucia Jeremias Rossi

  • Luzia Sigoli Fernandes Costa (Orientadora)
  • Qualidade do atendimento: a percepção dos usuários e funcionários no centro de informação
  • Pretendendo-se analisar as características consideradas necessárias para um Atendimento com Qualidade, na opinião de funcionários e usuários do Centro de Informação, foi feito um levantamento e revisão da literatura pertinente, estudo exploratório com usuários e funcionários do Serviço de Biblioteca e Documentação da Faculdade de Ciências Farmacêuticas – Araraquara (UNESP). O estudo levou à conclusão de que, na maioria das vezes, as opiniões,  funcionários e usuários estão em sintonia e apontou algumas indicações de procedimentos a serem adotados para a melhoria da qualidade no atendimento, nas unidades prestadoras de Serviços de Informação.

Icleir Regina Avila Milioli

  • Carlos Roberto Massao Hayashi (Orientador)
  • Um estudo do uso da Internet para negócios no Brasil

Izabel da Mota Franco

  • Ariadne Chloe Mary Furnival (Orientadora)
  • Fontes de informação para recursos humanos: um caso em uma empresa de linha branca
  • As empresas brasileiras frente a globalização da economia precisam investir em capacitação e treinamento de pessoas para competir no mercado. A tendência é valorizar o trabalho em equipe e o funcionário passa a ter mais autonomia e criatividade no desenvolvimento de suas atividades. Analisar as fontes de informação que são utilizadas pelos analistas de Recursos Humanos na capacitação e desenvolvimento de pessoas, em uma indústria do setor de linha branca situada na cidade de São Carlos, constitui o foco central deste estudo, através de literaturas lidas e de estudo de caso.

Kelen Cristina Barbosa do Amaral

  • Sérgio Luis da Silva (Orientador)
  • Fontes e canais de comunicação em uma área de pesquisa e desenvolvimento: o caso do CNPDIA / Embrapa

Marcelo Roberto Dozena

  • Helen de Castro Silva (Orientadora)
  • Subsídios para criação de um centro de conservação e restauração de documentos

Maria do Socorro Gonçalves de Souza Monzane

  • Luzia Sigoli Fernandes Costa (Orientadora)
  • Marketing: um estudo de sua aplicação na Embrapa
  • Objetivando estabelecer comparação entre o referencial teórico na área de marketing e a aplicação dos conceitos de marketing na Empresa Brasileira de Pesquisas Agropecuária – EMBRAPA, foi realizado estudo sobre conceitos, princípios e técnicas de marketing junto a literatura nacional e internacional e levantamento de dados nos documentos formais da EMBRAPA, bem como a analise do discurso das ações em desenvolvimento no segmento de marketing. No primeiro enfoque foram selecionados os conceitos abrangentes às áreas de produtos, serviços, tecnologias e métodos, em face de especificidade das atividades da EMBRAPA. Com base nos resultados obtidos, foram analisados alguns pontos relevantes das estratégias e técnicas de marketing adotadas pela EMBRAPA e sugerido que sejam adotadas políticas que viabilizem suas aplicações.

Maristela Cid Gigante

  • Maria Cristiane Barbosa Galvão (Orientadora)
  • Biblioteca: sirva-se! Algumas considerações sobre o acesso à informação e os sistemas self-service

Odinei José de Assis

  • Elisabeth Márcia Martucci (Orientadora)
  • Aperfeiçoamento do atendimento de 1o. e 2o. graus no serviço de referência da Biblioteca Comunitária da UFSCar através da compreensão do uso da biblioteca e das concepções e valores dos mediadores e usuários da informação
  • Este trabalho visa compreender o processo de obtenção e uso da informação pelos estudantes de 1º e 2º graus, identificando as concepções e valores dos mediadores e usuários da informação para o aperfeiçoamento do Serviço de Referência da Biblioteca Comunitária da UFSCar. O método empregado foi a pesquisa qualitativa, no qual procurou-se observar e entrevistar as partes envolvidas no atendimento: bibliotecários  e estudantes. Como resultados, conseguiu-se levantar e analisar os seguintes aspectos: caracterização do processo de atendimento aos estudantes; identificação das trajetórias dos estudantes no acesso, obtenção e uso da informação; a educação e orientação no uso da biblioteca e das fontes de informação e uso do ambiente físico e das fontes de informação. Conclui-se que o atendimento poderia ser aperfeiçoado nos seguintes aspectos: divulgação da biblioteca junto aos estudantes; acesso até a biblioteca; sinalização e número de chamada; criação de um posto de informações, eliminação de “ruídos” no processo de referência; uso das fontes de informação, ambiente para estudo e pesquisa; orientação e instrução bibliográfica; pesquisa escolar; incentivo à leitura e implantação de um programa de avaliação. Por fim, são colocadas algumas propostas para aperfeiçoamento do atendimento no Serviço de Referência.

Olga Mauricio Mendonça Quintino da Silva

  • Helen de Castro Silva (Orientadora)
  • Necessidade de informação dos professores de l° grau: estudo de caso

Patrícia Barros Margarido

  • Luzia Sigoli Fernandes Costa (Orientadora)
  • “Obstáculos a Cidadania” – Estudo Preliminar sobre a Adequação de Espaços Urbanos para Pessoas Portadoras de Deficiências Físicas
  • O objetivo deste trabalho é o de contribuir para a reflexão e conscientização sobre os prejuízos sociais causados pelas barreiras arquitetônicas e suscitar a preocupação dos poderes públicos e iniciativa privada em estudar e por em prática as melhores formas de removê-las. Consideramos, além das pesquisas tradicionais, que a visão dos usuários é fundamental nesta análise e segundo eles é necessário dar-se divulgação de projetos que adaptem o meio urbano, e os edifícios, os mobiliários, transportes coletivos e que criam novos produtos para possibilitar a todos, o exercício da cidadania. Nos casos de projeto e de construção de novas edificações, os problemas de acessibilidade podem ser mais facilmente planejados e resolvidos se algumas preocupações forem, desde logo, adotadas considerando que as recomendações próprias de ergonomia devem ser atendidas tanto nos planos horizontais (larguras, mudanças de direção), como nos verticais (alturas, mudanças de planos). Os modernos preceitos implicados no conceito de “desenho universal” visam satisfazer amplamente as possíveis variações das características antropométricas e sensoriais da população com necessidades especiais.

Patricia Helena Paschoalotti

  • Ariadne Chloe Mary Furnival (Orientadora)
  • Recursos audiovisuais como fonte de informação para o setor agrícola
  • A informação é considerada hoje matéria-prima à qualquer segmento da sociedade, não menos importante no setor agrícola, com relações a técnicas de cultivo, taxa de exportação, época de plantio, melhores técnicas de manejo de animais, em fim, assuntos do cotidiano do produtor rural.
    Nesse trabalho discute-se a respeito da conceituação do termo informação e da sua importância para o desenvolvimento da sociedade e em especial ao setor rural. Caracterizará a agricultura paulista, mostrando-se a mudança de enfoque da agricultura tradicional para o negócio agrícola.
    Inicialmente serão destacados os números da população rural, comparados à população urbana no município de São Carlos, enumerando as atividades agrícolas mais desenvolvidas. As instituições existentes em São Carlos que tem como função prestar auxílio aos produtores. Verificam-se as fontes de informação mais utilizadas e a questão da não utilização de fitas de vídeo como recurso à difusão de informações.

Patrícia Liselot Peroti

  • Maria Cristina Piumbato Innocentini Hayashi (Orientadora)
  • O arquivo do Teatro Municipal de São Carlos: fontes para a História
  • Este trabalho de conclusão de curso, que tem por tema “O Arquivo do teatro Municipal de São Carlos, fontes para a história” focaliza a teoria de organização de arquivos e a metodologia aplicada a acervos históricos.
    O trabalho foi estruturado sob o enfoque teórico da Arquivologia. Apoia-se em extensa literatura da área de arquivos, a qual subsidia os aspectos teórico-metodológicos envolvidos na organização do acervo. Focaliza os aspectos dos arquivos e memória e sua importância para a história.
    Finalmente, apresenta os resultados da aplicação desta teoria ao arranjo, descrição do arquivo histórico do Teatro Municipal de São Carlos visando a construção de um acervo automatizado.

Roberto Tadeu da Silva

  • Ariadne Chloe Mary Furnival (Orientadora)
  • Informação para gestão ambiental
  • Trata da caracterização das principais fontes, produtos e serviços de informação mais utilizadas por duas organizações privadas que estão em processo de implementação das normas da série ISO 14000. Busca verificar quais as tecnologias e procedimentos utilizadas para o gerenciamento dos documentos para melhor acesso e disseminação da informação. Estrutura-se em três partes, sendo a primeira referente à revisão de literatura, onde são abordadas questões como globalização, gestão e certificação ambiental, inovação tecnológica, gestão da qualidade, informação e principalmente, procurou-se apresentar o histórico e estruturação das normas da série ISSO 14000. A segunda parte, enfoca a metodologia utilizada para a realização do trabalho de campo, enfatizando os contatos feitos com as organizações, resultados e conclusões, e na terceira parte, onde por fim tenta-se esboçar, como sugestão um modelo no qual possa basear uma estratégia de acesso e busca de informação para organizações privadas que estão em processo de implementação das normas da série ISSO 14000.

Simone de Azevedo Ramos Branicio

  • Sérgio Luis da Silva (Orientador)
  • Fontes e canais informais de informação: análise de uma organização de serviço.
  • Apresenta um estudo sobre o papel das fontes e canais informais de informação para a área tecnológica/empresarial. Discorre-se sobre o valor da informação tecnológica para o aumento da competitividade entre as organizações e aponta-se as fontes de informação informais usadas neste contexto. Levanta-se a questão de subutilização dessas fontes e dos canais informais usados para que se chegue à elas, incentivando o uso das tecnologias de informação como forma de minimizar esse problema. Observa-se a presença das “redes de informação” nas empresas, usadas para facilitar a comunicação informal interna e externamente. É feito um estudo de caso numa organização que presta serviços às pequenas e médias empresas na solução de problemas tecnológicos, a fim de se verificar a pertinência das questões levantadas anteriormente. São analisados três projetos executados por esta organização e uma entrevista feita com um contratante de seus serviços. Conclui-se que as fontes e canais informais são muito importantes durante o desenvolvimento das atividades e em alguns casos, seu valor supera o das fontes formais. Recomenda-se a otimização do uso de fontes e canais informais e o fortalecimento das “redes de informação” existentes na organização como forma de melhorar o fluxo das informações e melhorar o desempenho da empresa no ambiente competitivo em que atua.

Sonia Amara Armelin

  • Nádea Regina Gaspar (Orientadora)
  • Participação do bibliotecário nas pesquisas escolares

Tatiana Casemiro Dadalto

  • Elisabeth Márcia Martucci (Orientadora)
  • A revitalização da Biblioteca Pública Municipal Amadeu Amaral na ótica do usuário
  • Trabalho de conclusão de curso preparado por esta autora. O estudo enfatiza as expectativas dos usuários diante da Biblioteca Pública Municipal Amadeu Amaral.
    Faz uma revisão bibliográfica sobre conceitos e um histórico das bibliotecas públicas no Brasil e no mundo. Discute a relevância da informação na sociedade pós-moderna e o novo papel do bibliotecário como profissional da informação. Mostra a importância da biblioteca pública como organização essencial, com efetiva participação para promover o desenvolvimento da sociedade.
    Destaca o documento “Proposta de ação para o desenvolvimento da Biblioteca Pública Municipal Amadeu Amaral”, elaborado por NASTRI (1997) que está sendo implantado pela atual administração da Biblioteca.
    Analisa as expectativas dos usuários enfatizando a necessidade de dar voz aos usuários com vistas à melhoria de qualidade dos serviços oferecidos pela biblioteca.
    Aponta, através de citações das entrevistas, as necessidades e propósitos de busca e uso de informação, quais as dificuldades ou lacunas no uso do sistema, quais expectativas para a resolução das dificuldades dos usuários e qual o papel do uso do sistema na vida pessoal e profissional dos usuários.

Tatiana Gazzotti Biunessa

  • Eliane Serrão Alves Mey (Orientadora)
  • A atuação do INL junto à Biblioteca Pública e Municipal de Cravinhos

Yeda Maria Santos Fernandes

  • Sérgio Luis da Silva (Orientador)
  • Estudos dos Canais Informais de Comunicação: Seu papel na gestão de um restaurante.
Acompanhe o DCI e BCI também pelas redes sociais oficiais